A tendencia é ser feliz!

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Depressão Paterna


Olá, hoje estava pensando sobre esse assunto, "depressão paterna".
Logo que a mulher descobre que está grávida é uma festa, vários preparativos, as roupinhas, o quarto do bebê, a expectativa prá saber o sexo e como será o nome do bebê.
Mas é o pai, ele também se sente eufórico com toda essa mudança? Sim, com certeza porque ele se sente responsável por continuar com a linhagem familiar, cria expectativas, fica em duvida se quer um menino ou uma menina, entra no mundo da mulher sem perceber e se inunda dessa fantástica evolução materna.
Com isso ele também entra em depressão, assim que o bebê nasce ele se sente excluído e rejeitado pela esposa, que está apenas encantada com aquele pequeno ser que acabou de nascer,  lógico que o bebê precisa de muitos cuidados e muita atenção. Com isso o marido se isola, se entristece, mas eu acho que a melhor forma de você saber lidar com esse problema é incluir seu marido em todas os programas relacionados ao bebê, nas tarefas do dia a dia, no banho, na troca de fraldas,na consulta ao pediatra,  eu acho tudo isso muito importante, porque divide também suas tarefas e com isso não te deixa tão cansada.
Existem mulheres que acham que o marido não tem jeito prá cuidar dos filhos, não deixam sozinhos com o pai de jeito nenhum, mas eu acho que isso é puro preconceito, achar que os homens não são capazes de cuidar.
No meu caso sempre fiz questão que meu marido participasse de tudo, desde as consultas de pré natal, até na hora de cuidar, depois do nascimento então..., nunca tive preconceito de nada, prá falar a verdade até hoje eu deixo os meninos com ele quando eu preciso e ele cuida direitinho.
Acho que temos que dividir as responsabilidades de igual prá igual. Acho que filho não é propriedade da mãe , e o pai precisa sim ser incluído nessa nova fase da vida deles também.
E vocês, tiveram problemas em relação a isso???

3 comentários:

  1. buááááá,meu comentário sumiu,rsrsrs
    Sabe,meu marido teve uma pequena DPP,ele tinha um curso de informática e fazia seu próprio horário,vinha almoçar e passava o resto da tarde deitado,dormindo,ficou assim até sair o resultado do teste do pezinho,Su nasceu muito pequena e ele ficou muito preocupado...Sempre me ajudou e ajuda até hj...bjs,querida!!!

    ResponderExcluir
  2. O meu sempre ajudou e adora.
    Os meninos ficam com ele numa boa ,quando tenho que sair.
    mil beijos

    ResponderExcluir
  3. Essa semana vi uma reportagem que dizia que muitos casamentos acabam depois do filho, justamente porque a mulher passa a ter olhos apenas para o bebê e deixa o marido de lado. Por isso, com o passar tempo, a relação esfria e consequentemente o casamento fica desgastado.
    É mutio dificil consicilar as demandas e o encanto por nossos pequenos com as necessidades dos maridos, mas temos que fazer um esforço, né?!
    Beijos,
    Eliane e André

    ResponderExcluir

Olá deixe seu comentário ♥