A tendencia é ser feliz!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A mãe

Hoje gostaria de falar sobre nós mulheres e mães.
Li um texto que me deixou meio chocada, pois uma moça descrevia sobre sua vida de mãe, com todos os pontos negativos que vivemos nessa nova fase da vida de uma mulher. Infelizmente não a vi descrever nada de positivo, e por final ela disse que "ser mãe era uma merda!"
É claro que me senti sensibilizada com tudo que ela havia descrito naquele depoimento, menos ela dizer a frase que mais me chocou. Pois por mais que seja realmente uma fase muito complicada não justifica ela dizer que ser mãe era uma merda.
Talvez ela não tenha entendido bem sobre essa coisa maravilhosa que é por um ser no mundo, e quão perfeito nosso Deus é em nos dar essa alegria.
Sinto por ela só ver pontos negativos na maternidade e por ela não ver alegria em ser mãe.
Quem nunca ficou enlouquecida algumas vezes com os filhos gritando, chorando, berrando, fazendo bagunça ou mal criação na frente dos outros?
Quem nunca teve o bico do seio rachado e sangrando e mesmo assim teve que amamentar seu filho?
Quem nunca dormiu na hora do mama, ou chorou no banheiro de cansaço e com o seio vazando e dolorido?
Eu já passei por tudo isso e muito mais, duas vezes! 
Tive momentos de fraqueza, de exaustão, de muitas lagrimas, dores nas costas, casa bagunçada, kilos de roupa pra lavar, janta pra fazer, banho do filho, comidinha diferente, suquinho, frutinha... É muita coisa!!!!
Da muito trabalho sim, cansei só de falar, mas existe alegria sim na maternidade, existe felicidade, companheirismo, sorrisos, etapas vencidas, fases e mais fases, e com o tempo você descobre que não consegue mais viver sem esse ser tão trabalhoso em nossa vida!
Sou da seguinte opinião, filhos são benção, são a herança de Deus pra nossas vidas.
Não entendo como alguém não consegue ver as coisas boas. Mas é claro que se vc é mãe solteira o trabalho é dobrado, pois feliz é a mulher que tem um parceiro que ajuda nas atividades, que compartilha dos momentos difíceis.
Fazer uma criança qualquer um faz, mas cuidar, educar e amar é outros quinhentos, tanto pra mulher quanto pro homem.
Não sei se essa moça é mãe solteira, mas que ela está revoltada isso está.
Quem sabe se ela tivesse um minimo de ajuda ela agiria de forma diferente e quem sabe mudaria esse titulo que ela mesma inventou pra maternidade.
Desejo a ela que ela encontre alegria em ser mãe, e que não veja apenas como um fardo.
Que Deus ajude todas as mães que não se acham capazes de viver a maternidade.

beijos
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá deixe seu comentário ♥