A tendencia é ser feliz!

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Desventuras em série...

Oie, hoje estou aqui para falar sobre uma coisa chata que anda acontecendo em casa, referente ao meu filho mais novo o Bruno.
Eu não sei se alguns de vocês passaram por isso, ou estão passando, ou sou só eu, mas meu filho anda super arteiro, no final do ano meu marido estava tirando o carro prá nos levar até a rodoviária, pois íamos passar o ano novo na casa da minha sogra, ai meu marido colocou ele sentado na cadeirinha, infelizmente um vacilo que meu marido deu, ele saiu da cadeirinha dele e passou para o banco da frente, soltou o freio de mão e o carro saiu andando e acabou batendo no portão de uma vizinha. Graças a Deus não aconteceu nada com ele, eu fiquei tão pasma com a situação, corri prá ver ele dentro do carro, mas ele já tinha saído correndo e entrado dentro de casa assustado.  Quanto a ele  ficou tudo bem, fomos viajar mesmo assim, mas quanto ao carro e ao portão da mulher foi um prejuízo danado, mas o valor do concerto não importa, o importante é que ele está bem, quanto ao restante dá se um jeito né?!
Mas continuando as peripécias do Bruno, lá onde fomos passar as férias "Rubineia" passeamos prá todos os lados, fomos até no Sitio do Avô do meu sobrinho ao qual ele toma conta de tudo, do sitio, dos bichos... e falando nos bichos, o Bruno não satisfeito em tentar dirigir o carro do pai dele,  sem percebemos saiu de perto da gente, passou pela porteira e foi fazer oque...???

Encarar um boi enormeeeeee!!! 

Pensem no meu desespero em ver aquela cena, não sei se vocês viram uma foto circulando no facebook de um menininho de chapéu de cowboy de frente para um boi??? Pois foi exatamente aquela cena que eu vi do meu filho, ele só de sunga, aquela coisinha magrelinha olhando estatico para o boi, comecei a gritar para o meu sobrinho vir acudir e graças a Deus não aconteceu nada!
Gente do céu, o anjo da guarda do meu filho deve estar na UTI, de tantas vezes que ele teve que salvar a vida do meu filho...rs

Mas eu preciso saber de uma coisa, será que só meu filho dá esses sustos em mim? Será que isso é normal?
Sinceramente percebi que não podemos piscar quando temos crianças pequenas em casa, pois  um vacilo e tudo acontece!
Pensa que parou por ai? Naninanão!
Ele anda aprontando muitas coisas, e pior de tudo que ele não tem medo de nada pelo jeito, ando tão preocupada quanto a isso.
Essa semana ele pediu prá colocar a roupa do Super Man e eu tive que ficar atras dele o tempo todo prá ver se ele não ia fazer uma arte, sei lá, de repente ele podia achar que sabia voar e outras coisas do tipo.
E isso não é falta de conversar com ele e sim falta de juizo dessa cabecinha de 4 anos tão inconsequente.

Preciso da opinião de vcs, por favor!!!

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Papo de mãe

Começo logo dizendo nesse post, que hoje pela primeira vez no ano eu chorei.
Eu disse que não faria planos para esse ano, que deixaria as coisas acontecerem, a unica coisa que eu disse que seria era feliz! Mas a vida é cheia de imprevistos e ninguém consegue ser feliz 24 horas do dia, 7 dias na semana e nem 30 dias no mês concorda?!
Depois que voltei da viagem não consegui ver ninguém da minha família, nem na casa da minha mãe eu fui ainda... Ai como boa internauta que minha mãe é começamos a conversar pelo facebook, ela é totalmente ligada nessa coisa cibernética, pois é né, começamos a conversar sobre bobagens e ai cheguei num ponto em que ela não consegue concordar comigo, falei que estava fazendo entrevistas prá mudar de emprego, é ai que começa tudo, ela não entende que eu preciso ganhar mais, não estou estudando em vão, eu quero mais prá mim, trabalho na empresa da minha irmã, mas prá mim não está dando mais, eu preciso de algo que eu consiga ter uma remuneração melhor, a vida não ta nada fácil prá ninguém. Mas ela como sempre começou a me recriminar, porque ela acha que eu não posso fazer faculdade e trabalhar, pois os meninos estão crescendo e ficariam muito abandonados. Que isso, eles estudam e depois ficam com o pai deles, acho importante eles terem essa referencia, e outra meu marido é praticamente uma mãe de  gravata..rsss
Mas isso me chateia e muito, queria eu ter ela por perto pra me ajudar, mas infelizmente não tenho, eu me viro como posso, e esse emprego do meu marido me ajuda muito pelo horário que ele faz no jornal de madrugada, de inicio eu sofri, mas depois vi que seria uma ótima oportunidade prá mim, comecei a estudar de manhã, trabalho a tarde, chego em casa e ele ainda consegue descansar, e assim está dando certo.
Queria muito ter dinheiro e não precisar trabalhar, mas acho que mesmo tendo dinheiro eu ia querer fazer algo prá minha vida, esse negocio de que a gente vive de passagem aqui nesse mundo ta por fora, eu quero mais que isso, quero viver tudo que possa aqui nessa vida.
Eu e minha mãe sempre entramos em conflitos quando o assunto é eu trabalhar fora, eu choro litros aqui do outro lado do computador e ela nem se dá conta de que eu estou chateada ou triste.
Eu sei que ela quer o meu bem e dos meninos, mas ela precisa entender que eu penso diferente dela, antigamente ela trabalhava e levava a gente onde ela ia, quando ela teve as lojas nós estávamos com ela, mas as coisas mudam, não posso ser como ela foi, a vida não me deu essa oportunidade e outra, eu busco outras coisas, outras oportunidades, penso bem diferente dela.
Mas não é por isso que eu vou deixar de amar meus filhos, ou abandonar eles como ela disse, jamais isso aconteceria, amo demais meus meninos e tudo que faço é por eles também, eu quero o melhor pra vida deles sempre.
Amo minha mãe, admiro ela demais, ela é uma guerreira, briguenta, amorosa, brincalhona e as vezes protetora demais.
Mas é isso, como ela disse; ela nunca pensou que nós cresceríamos e sairíamos  da barra da saia dela. Meus filhos ainda dependem de mim, são pequenos e acho que talvez eu também tenha o mesmo sentimento que ela está tendo em relação a tudo que acontece em nossas vidas, de uma forma diferente lógico, mas com o mesmo sentimento de cuidado e proteção.
Mesmo ela me dizendo tudo que disse, eu não guardo rancor dela e nem tristeza, depois passa, eu vivo sempre o hoje, o ontem ficou prá trás e eu já estou em outra pagina..rsss

Enfim é isso, eu só precisava desabafar um pouco...chorei...pensei...refleti...e voltei a ser eu mesma.

Boa noite!

domingo, 8 de janeiro de 2012

Adotei e ficou show!

Olha eu aqui de novo, só passei aqui prá deixar uma fotinho.

Vi essa luminária em um blog e amei, logo que voltei de viagem resolvi  fazer e deu certo, o melhor de tudo é que ficou super charmoso, prá quem não sabe o que fazer com o pisca pisca de final de ano, ta ai uma ótima ideia simples e fácil de fazer.


bjoss

Uma cidadizinha chamada Rubinéia

Olá, Feliz Ano Novo!

Olha eu aqui no meu 1º post de 2012, precisava deixar registrado aqui meus primeiros dias desse ano que promete muito! E eu nem precisei tomar banho de mar, nem pular sete ondas, fazer promessa, ascender vela prá ninguém, sabe porque? Por que simplesmente decidi por mim mesma que esse ano seria maravilhoso, resolvi ser feliz, viver a vida com menos rancor, mais alegria, ou seja, viver uma vida mais leve, sem tantas cobranças, quebrar alguns paradigmas que a gente mesmo coloca em nossas vidas.
Prá começar, eu fui viajar com meus meninos lá prá uma cidadizinha chamada Rubineia, é lá que moram os pais do meu marido, minha cunhada e sobrinhos, é a cidade mais quente que eu já fui na vida, fica próximo do Mato Grosso, Aparecida do Taboado...alguém conhece? rss
Faz doze anos que conheço esse lugar, mas nunca consegui gostar da cidade, lugar pacato demais prá quem adora agitação, transito, asfalto...rsss Eu sempre vivi com essa coisa na cabeça, de que jamais morreria de amores por aquele lugar. Mas como eu citei ai em cima, eu resolvi quebrar alguns paradigmas e enfim resolvi curtir tudo que a cidade proporciona. Nunca fui lá pela cidade e sim pelas pessoas. Mas dessa vez resolvi ir, e ser uma pessoa diferente, e consegui aproveitar muito o lugar com meus meninos, tivemos dias maravilhosos ali, meu marido e meus filhos amam aquela cidade. Sabe que eu me surpreendi comigo mesma dessa vez, mas sabe oque é isso? É por que eu resolvi ser feliz, aff cansei de brigar com o mundo, eu quero viver em paz com tudo, tenho certeza que meus sogros também viram a diferença, minha cunhada também, a unica pessoa que me fazia chorar quando eu ia embora de lá, era a minha cunhada, pensa numa pessoa maravilhosa e com um coração enorme!
Não tem quem não goste dela, meus sobrinhos também são uns fofos, meus sogros nem sabem oque fazer prá agradar... E eu nessa historia toda devo ter engordado uns 5 kgs..rsss
Mas depois a gente faz um regime..rsss, o importante é que tivemos momentos maravilhosos, foi tudo uma benção, Deus é maravilhoso na minha vida e na minha família!
Eu penso muito em mudança, principalmente nas minhas atitudes, e eu sei que vou conseguir tudo que desejo, só depende de mim, estou super confiante e sei que Deus vai me ajudar, tenho tantos planos, mas só Deus sabe se eles serão concretizados, mas estou em busca do melhor sempre, prá mim e prá minha família.

Felicidade, saúde e paz a todos!







Feliz 2012!  ♥