A tendencia é ser feliz!

domingo, 30 de outubro de 2011

A Rainha do lar.

Querido diário...(brincadeira)rss
Olha eu aqui de novo, demorei mais voltei, ando numa correria louca, dia e noite, noite e dia..rss, tanto em casa, quanto no serviço e na faculdade, são trabalhos, obrigações diárias, aff ando tão cansada...
Mas apesar de todo esse cansaço eu estou feliz, minha vida do meio do ano prá cá deu uma boa mudada, hoje eu consigo ver as coisas acontecerem da forma que eu quero que seja, do jeito que eu sempre quis, lógico que ainda tem muita aguá prá rolar debaixo dessa ponte, mas eu já estou muito feliz com esse comecinho.
Uns dias atrás meu filho disse assim pra mim;
_Mamãe você nunca descansa?
Isso já era mais de meia noite, e eu tinha que dormir prá acordar cedo e ir prá faculdade, ai eu respondi prá ele;
_Filho a mamãe não tem muita ajuda de ninguém e por isso estou aqui uma hora dessas fazendo as coisas pra vocês não se complicarem no dia seguinte.
Ai quando foi essa semana ele me surpreendeu, ligou no serviço e disse que tinha lavado o quintal pra mim, que tinha juntado todo lixo da casa e jogado fora e que ainda ia lavar a louça.
Eu fiquei muito surpresa com a atitude dele, porque homens geralmente nem ligam pra esse tipo de coisa, mas  é ai que a gente vê que o nosso filho ta crescendo, quando eles começam a tomar atitudes por si próprio, achei o máximo, ele poderia ter esse clic sempre que possível, rsss.
Quando estou em casa eu sempre coloco todo mundo pra me ajudar, pensa que aqui eu sou a rainha, tenho um rei e dois príncipes, ou seja sou a mulherzinha da casa( no bom sentido), hehehe
Na casa da minha mãe sempre teve muitas mulheres, somos em cinco meninas, era tão fácil dividir as tarefas, por isso ainda to aprendendo a delegar tarefas aos meninos, não quero que meus filhos sejam meus empregados, mas que eles comecem a ter atitudes, isso que o Denis fez achei o máximo, eu sendo mãe dele me derreti.. :-)
As coisas mudam tão rápido, as crianças crescem muito rápido e a gente nem percebe, sempre peço a Deus que meus filhos cresçam com saúde e que sejam adultos de bem, essa pequena atitude do meu filho mostrou a preocupação que ele teve naquele momento que me viu trabalhando ser parar, isso se chama "percepção" e também "amor"!

Boa noite : -)

beijinhos

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Dieta já!

Quando comecei a escrever no meu blog eu comentei sobre a minha vontade em perder uns quilinhos, que mulher não gostaria de perder 5...3...2 kgs? Mas o meu caso é diferente, preciso perder muito mais que isso prá chegar no meu peso ideal, infelizmente preciso perder 15 kg, essa é uma realidade crua e dolorosa.
Quando eu engravidei a primeira vez eu pesava  59 kg, no final da gravidez havia engordado 14 kg, mas perdi rapidamente, primeiro porque eu era muito nova e tinha facilidade em emagrecer, o metabolismo trabalhava mais rápido, na segunda gravidez já não foi tão fácil assim,  quando descobri a gravidez eu estava pesando 64 kg e engordei 10 kg, fiquei com o mesmo peso da primeira gravidez, mas devido a alguns problemas no decorrer da minha dieta pós parto, eu não consegui voltar ao meu peso ideal, fui engordando mais e mais e no momento estou com o mesmo peso a quase um ano.
Já tentei tomar remédios, fiz dietas malucas que nunca deram resultados nenhum, infelizmente o jeito que me encontro hoje me incomoda muito, não sou hipócrita em dizer que me sinto feliz, que tá tudo bem com meu corpo, porque não está!
Eu vejo isso no espelho todos os dias e eu sei que só preciso de força de vontade prá mudar esse quadro, sempre fui muito ansiosa, me irrito facilmente, me estresso muito dentro de casa, e eu sei que isso atrapalha meu organismo, atrapalha meus planos e tudo que eu penso em fazer vai por aguá a baixo.
Eu sei que preciso muito me policiar, principalmente no doces, sou terrível, sinto necessidade em comer doces quando estou estressada, as vezes eu digo que prá me fazer feliz basta me dar um chocolate, que tudo muda..rsrrss
Mas hoje eu quero distancia desses presentinhos de grego, quero mudar tudo que está errado em mim, principalmente pela minha saúde, sinto que não tenho mais tanta energia como antes, folego e muito menos disposição, tem gente que fala que é feliz acima do peso, eu não consigo ser feliz, tendo que comprar um nº a mais toda vez que saiu prá comprar uma roupa nova, cansei de usar camisas largas e batinhas prá esconder a barriga, ai chega dessa vida. Por isso a minha meta e perder no minimo 7 kg até o final do ano, vou fazer de tudo prá isso acontecer, vou me esforçar o máximo, espero que a minha família me ajude e não tentem boicotar meu regime trazendo coisas deliciosas prá dentro de casa, Deus me ajude dessa vez, preciso de muita paciência e ser perseverante, e principalmente preciso ter coragem prá aguentar tudo isso, porque eu sei que não vai ser fácil.*

sábado, 1 de outubro de 2011

Saudade...

Pegando uma pontinha do post da Barbara Pata sobre saudade...
Li e me identifiquei porque sinto o mesmo sentimento que ela descreveu em seu blog, fazia dias que eu estava tentando escrever esse post, mas nunca tinha tempo...a vida é tão corrida, 24hrs prá mim é pouco, e não é porque sou desorganizada e sim por falta de tempo mesmo, por ser sozinha, por ter que fazer tudo por mim e por mais 3 meninos dentro de casa, com tanto trabalho na minha vida paro prá pensar e começo a sentir uma imensa saudade...
Saudade é uma palavra que só tem sentido aqui no Brasil, ninguém mais no mundo sabe o significado dessa palavra. Ela por si própria já diz tudo, nos causa emoção, nos fazer relembrar momentos, pessoas, ocasiões, situações que só nós mesmo sabemos.
Sinto saudades de tantas coisas; da minha infância, do limoeiro, do pé de pitanga, do quintal imenso, dos patos, galinhas, gatos...dos amigos da escola, dos vizinhos, das brincadeiras, do meu vô, dos meus tios que eram todos moleques e que ainda brincavam com a gente, da vida fácil e sem preocupação...vida fácil prá mim que era criança, mas sei que meus pais ralaram muito prá sustentar cinco meninas.
Saudade da minha adolescência, das minhas amigas de acampamentos, dos passeios, do voleibol, das pizzas, das dormidas fora de casa, do viradinho que fazíamos quando chegávamos das festinhas mortas de fome 3 ou 4 hrs das manhã, das conversas, das decidas ao litoral, dos risos, roncos e choros que só a gente mesmo prá se aguentar..rsrsr
Tenho muita saudade desse tempo, vivi intensamente minha adolescência, fui linda, maravilhosa, amiga, disputada..ahahahaha, é quem diria que alguém fosse brigar por mim, pois é eu não era de se jogar fora, coisa boa!


E eu achava que minha vida era ruim, e não era! Hoje eu tenho  certeza disso, fui extremamente feliz!

Alias sou feliz, hoje sou casada, tenho dois meninos lindos, que antes de ser mãe eu nem imaginava o quão bom era essa vida, lógico que com dificuldades, alguma vezes perdida, mas tudo dá se um jeito..rs

Saudade do meu pai que vai fazer dois anos que se foi, eu nunca imaginei que meus filhos cresceriam sem o avô deles, eu sempre imaginei meu pai me ajudando na crianção deles, da mesma forma que ele teve um papel importante na minha criação, ainda mais por causa do jeitão dele tipo general..rs
Saudade da liberdade que eu tinha, de ir e vir e não ter que me preocupar com outro ser, não estou reclamando da minha vida de mãe e sim relatando uma falta que sinto.

"Logo vou relatar que sinto falta dos meus meninos bem pequeninhos, que estão soltos e andando por ai com suas namoradinhas..rsrs"

A vida da gente passa muito rápido, se tivéssemos consciência de tudo isso aproveitaríamos muito mais tudo a nossa volta, aproveitaríamos cada instante, cada cheiro, cada aroma, cada situação das nossas vidas, eu posso dizer que aproveitei muito por isso sinto saudades de tão bom que foi tudo na minha vida.
Dificuldades e problemas todos tem, mas fica na memoria principalmente as coisas boas, se eu fechar meus olhos consigo até sentir o cheiro do pé de limão que tinha no quintal de casa, consigo sentir o frescor da noite, o gosto da comida que minha mãe fazia, dos biscoitinhos mantecal, aff da até vontade...
Mas é isso, lembrar faz bem e se eu tenho coisas prá contar e porque já vivi muitas coisas boas e ruins também, não posso esquecer as ruins pois fizeram parte e me acrescentaram conhecimento e maturidade.
Saudade...saudade...saudade...é só isso que sinto...muitas saudades.
E pronta prá viver um pouco mais e ter muito mais lembranças prá contar.






"O tempo não pára! Só a saudade é que faz as coisas pararem no tempo..." (Mário 
Quintana)